sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

"Natal africano": pròs meus amigos africanos!

Especialmente para os amigos e ex-alunos (cristãos e não cristãos) que vivem na Guiné-Bissau e em S. Tomé e Príncipe!


Natal Africano

Não há pinheiros nem há neve,
Nada do que é convendonal*,
Nada daquilo que se escreve
Ou que se diz... Mas é Natal.

Que ar abafado! A chuva banha
A terra, morna e vertical.
Plantas da flora mais estranha,
Aves da fauna tropical.

Nem luz, nem cores, nem lembranças
Da hora única e imortal.
Somente o riso das crianças
Que em toda a parte é sempre igual.

Não há pastores nem ovelhas,
Nada do que é tradicional.
As orações, porém, são velhas
E a noite é Noite de Natal.

Cabral do Nascimento (1897 – 1978), poeta português originário da Madeira.

*convendonal - Não conheço a palavra nem a encontrei em nenhum dicionário. Neste contexto, o sentido parece ser "convencional", mas não tenho a certeza.

Para todos, o meu grande lusoabraço.
ProfAntónio
Imagem encontrada AQUI.

2 comentários:

  1. Obrigada, António! Festas felizes para ti e teus!
    Abreijos apertadinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, Ana Paula.
      Festas felizes também para ti.
      Bjo

      Eliminar